Meninas em privação de liberdade
PDF
HTML

Palabras clave

Infância
Narrativas
Encarceramento

Cómo citar

de Oliveira Jailton, A. (2022). Meninas em privação de liberdade. Clío. Revista De Historia, Ciencias Humanas Y Pensamiento Crítico. , 4(2), 91-110. https://doi.org/10.5281/zenodo.6813458

Resumen

A partir das meninas encarceradas na Casa de Detenção do Rio de Janeiro, entre os anos de 1850 e 1889, o artigo objetiva entender as condições dispensadas para elas nos estabelecimentos brasileiros do período. Para tanto, analisamos tensões, resistências, perfis e a insistência em prender majoritariamente pobres, pretas e analfabetas. No horizonte teórico-metodológico, operamos com as noções de disciplina propostas por Michel Foucault (2005), além de apresentar uma análise qualitativa. Nesse foco, os conceitos de menoridade e meninas também foram abordados. As fontes utilizadas foram processos criminais, relatórios do Ministério da Justiça e Livros de Matrículas. O artigo se justifica na medida em que se distancia de representações forjadas para elas, como débeis, passivas ou que só cometiam crimes por amor ou paixão, conforme apregoado pelo cientificismo oitocentista.

https://doi.org/10.5281/zenodo.6813458
PDF
HTML

Descargas

Los datos de descargas todavía no están disponibles.